Pagamento pelas bagagens despachadas em 2017

Pagamento pelas bagagens despachadas?

Pois é gente…

Antes era possibilidade, agora é fato…

A partir de março de 2017 todos os “touristas” terão que pagar pelas bagagens que serão despachadas nos voos que fizerem.

Até hoje o sistema de bagagem despachada aqui no Brasil funcionava (e ainda funciona) por limite de peso, como já expliquei nesse post: clique aqui.

A idéia principal dessa nova regra da ANAC é baixar os preços das passagens aéreas, como já acontece em alguns países por aí, tendo o passageiro que pagar determinado valor, que será considerado pelas Cias Aéreas, caso levem bagagens a serem despachadas.

Todas as taxas deverão estar expressas e discriminadas na hora da compra.

Além de outras mudanças importantes, houve também o aumento do limite de peso para a bagagem de mão (que é a que você leva de forma gratuita dentro do avião) – de 5 kg subiu para 10 kg (bora levar mais bereguetes com a gente e despachar menos…rs.).

Detalhe importante: essa regra á válida para as passagens compradas a partir do dia 14 de março de 2017. Caso você compre uma passagem, por exemplo, ainda esse mês (dezembro de 2016), para viajar em maio de 2017, a regra válida é a de agora, ou seja, sem pagamento extra pelas bagagens despachadas.

A pergunta que não quer calar: será que os preços das passagens aéreas serão baixados? Torcemos que sim mas  teremos que esperar para ver o efeito prático disso tudo.

E você? O que achou dessa mudança?

Pine agora essa dica no seu pinterest:

pagamento pelas bagagens despachadas
pagamento pelas bagagens despachadas

Compartilhe este post:

20 comentários em “Pagamento pelas bagagens despachadas em 2017”

  1. Aqui na Europa já é bem diferente 🙂 No entanto é sempre uma boa medida para o Brasil vamos torcer para que seja implementada de forma correcta e que não haja más intenções ou taxas adicionais por trás dessa medida 🙂

    Responder
  2. Eu quase sempre viajo de mochila, então não vou sentir muito, mas vai pesar no bolso de muita gente por aí como certeza. Queria que ao menos isso ajudasse a reduzir os preços finais das passagens, mas será? Vamos esperar pra ver

    Responder
  3. Oi!
    Que eu saiba, aqui na Europa já acontece assim há muito tempo com as lowcosts.
    Apenas companhias não low cost – tipo TAP ou Lufthansa – é que não cobram pela mala de porão!
    Até acho bem porque acabamos por não pagar pelo que utilizamos. Se só levamos mala de mão, pagamos apenas bilhete, se queremos mais, temos de pagar!

    Responder
    • Oi… sim, em vários lugares pelo mundo acontece dessa forma… só esperamos q aqui no Brasil o objetivo atinja a finalidade, q é baratear as passagens… bj.

      Responder
  4. É um assunto complicado! Aqui na Ásia já nos acostumamos a pagar! Às vezes dói pq sabemos que no Brasil não pagaríamos, mas acontece! Vamos ver se as passagens vão baixar mesmo… Realmente esperamos que seja algo bom no futuro!

    Responder
  5. Olá! Em princípio, eu vejo dois problemas:será que as passagens vão mesmo baixar?! Como você, eu torço por isso, mas só acredito vendo.

    Segundo: se já está um terror a questão de acomodar as bagagens nos bagageiros, como vai ficar com o aumento do peso das bagagens de mão? Até para fugir do pagamento extra, mais pessoas vão levar malas à bordo e pergunto: vai ter espaço?

    Eu voltei a despachar bagagens, mesmo pequenas e leves, justamente por conta da agonia nos bagageiros.

    Pergunta: com o aumento do peso, aumentou também as dimensões das malas permitidas como bagagem de mão?! bj

    Responder
    • É Ana… aguardemos…. o peso da bagagem de mão passou para 10kg, respeitando o volume máximo que cabe dentro de cada avião…. vamos ficar na torcida sim para que venha como prometido!!! Bjs.

      Responder

Deixe uma resposta para Contramapa Cancelar resposta

13 + cinco =