Paris: uma visita a Sacre Coeur e ao Montmartre

Um outro ponto super turístico em Paris – e que não pode faltar em nenhum roteiro pela cidade – é uma visita a Sacre Coeur.

Sacre Coeur no bairro de Montmartre
Sacre Coeur no bairro de Montmartre

Clique aqui e reserve já o seu hotel em Paris.

A Basílica de “Sacre Coeur”, que traduzido ao português significa “Sagrado Coração”, está localizada no topo do bairro de Montmartre (Monte dos Mártires).

Sim, ela está lá em cima, numa colina com 130 metros de altura, podendo ser vista de baixo, por isso, de vários pontos de Paris. É o ponto mais alto da cidade.

1875 foi o ano em que se iniciou a construção da Sacre Coeur.

A Basílica conta com uma arquitetura especial, de pedra travertino, toda branca (e sempre branca) pois essa pedra evita a sujeira, mesmo com alguns temporais pela região.

Lógico que, como indispensável, lá estava eu para visitar o local, aproveitando também para conhecer o bairro de Montmartre, ver Paris de outro ângulo, que, digamos “um pouco” mais de cima e que garanto que, assim como em outros pontos turísticos, tudo continua lindo por aquela cidade!

Basílica de Sacre Coeur em Paris
Basílica de Sacre Coeur em Paris
Lateral da Sacre Coeur no bairro de Montmartre
Lateral da Sacre Coeur no bairro de Montmartre
Vista de Paris chegando a Sacre Coeur
Vista de Paris chegando a Sacre Coeur

A entrada a igrejá é gratuita e os touristas fazem fila na porta (mas é rápido, fiquem tranquilos).

E, como não poderia deixar de ser, tudo lindo e imponente também dentro da Basílica.

Quando entrei estava tendo uma missa – a entrada não é limitada por essa razão, sendo recomendado aos “touristas“, apenas, a colaboração em fazer silêncio e não tirar fotografias com flash.

Sacre Coeur vista por dentro
Sacre Coeur vista por dentro
Sacre Coeur vista por dentro
Sacre Coeur vista por dentro
Sacre Coeur vista por dentro
Sacre Coeur vista por dentro

Detalhe do órgão nessa foto (Eu amo órgão!!! Fotografo todos que vejo pela frente e fico imaginando um casamento com aquilo tocando, naquela igreja…deve ser o must).

Sacre Coeur vista por dentro
Sacre Coeur vista por dentro

Dentro da igreja existe a opção de se subir ao Domo e Cúpula, pagando-se o valor de 8,00 euros + 300 degraus pela frente (saibam disso pois não há elevador para chegar lá). Não fui até lá mas li relatos de que para quem subiu na Torre Eiffel ou Arco do Triunfo não se espanta com a novidade.

O bairro de Montemartre, onde está localizada a Basílica do Sagrado Coração, é bastante movimentado e por causa do próprio turismo, por todo bairro e ao redor da Sacre Coeur, você vai encontrar inúmeras opções de restaurantes, comidas de rua, lojinhas, artistas fazendo seus shows pelas esquinas em troca e alguns centavos de euros, além de alguns artistas vendendo pinturas.

É um bairro para caminhar bastante e a pé mesmo para conseguir apreciar com calma as opções do lugar.

Bairro de Montmartre em Paris
Bairro de Montmartre em Paris
Bairro de Montmartre em Paris
Bairro de Montmartre em Paris
Bairro de Montmartre em Paris
Bairro de Montmartre em Paris

COMO CHEGAR:

Chegando no bairro de Montemartre de metrô (as estações mais próximas são: Abesses, Anvers e Chateau-Rouge), você tem a opção de subir pelas escadas ou de funicular.

Tem gente que prefere subir a pé pelas escadas para aproveitar e ir apreciando toda a vista do lugar e tem quem prefira ir de funicular, pagando-se a quantia de 1,90 euros por pessoa (que foi o que eu fiz e que não deixa de ser outra atração turistica, ainda que rápida).

LOCALIZAÇÃO:

35, Rue du Chevalier de La Barre, 75018 Paris.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO:

A Basílica do Sagrado Coração está aberta das 6:00 hs. às 22:30 hs. e a entrada é gratuita.

E você? Já esteve por lá? O que achou?

Aproveite e “pine” esta ideia para ver depois:

Uma visita a Sacre Coeur e o Montmartre
Uma visita a Sacre Coeur e o Montmartre

Compartilhe este post:

10 comentários em “Paris: uma visita a Sacre Coeur e ao Montmartre”

  1. lembro de todos os detalhes de quando visitei essa Catedral, que por sinal é linda demais e vale muito a pena a visita. Mas algo que nunca esqueço é dos africanos que estavam nas escadarias e tentavam amarrar umas fitinhas no pulso de todos que tentavam subir ou descer. Foi um sufoco passar por eles hahah.
    Mas depois que cheguei la no topo e vi a Igreja e a vista de Paris até esqueci esse perrengue. ( Até a hora de descer e encontrar com eles de novo kkkk).

    • Poutz….e como tem gente vendendo de tudo na frente dos lugares turisticos né? Isso realmente enche o saco…mas achei que na Torre Eiffel tinha muito mais do que na Notre Dame… de qualquer forma, faz parte do pacote e não vamos deixar de passear por causa deles né? rs… Obrigada pela visita.

Deixe um comentário