A “luz vermelha” do Red Light District em Amsterdam

Red Light District em Amsterdam, quem aqui sabe o que é?

Eu conto pra vocês…

O que é o Red Light District em Amsterdam?

A tradução exata de “Red Light District” significa “Bairro da Luz Vermelha”.

E porque “luz vermelha”?

Simples, em referência a prostituição, sendo um bairro onde rola isso por todos os cantos.

Você sabia que a prostituição é legalizada em Amsterdam como, aliás, em toda a Holanda?

Sim touristas, é…

Lá as prostitutas tem direitos e deveres, pagam impostos como qualquer outro profissional e trabalham com o corpo para se sustentar, porém, sem cafetões (isso sim é proibido).

E lá estão elas concentradas no Red Light District, nos prédios de arquitetura tradicional de Amsterdam, em seus espaços (que são alugados por elas), cada mulher em uma janela, ofertando o trabalho para quem passar pela rua.

Em Amsterdam as prostitutas não estão somente nesse Distrito, mas é lá que a grande maioria se concentra.

Clique aqui se estiver procurando por hospedagem em Amsterdam.

Red Light District - Amsterdam
Red Light District em Amsterdam

O bairro, por si só, por ser mais um lindinho em Amsterdam já atrai bastante touristas, mas também pela curiosidade do que ali rola e não pelo “mercado” em si.

Muitos homens, é claro, mas o passeio é obrigatório por lá e todos vão numa boa, inclusive familias.

Olha como “bomba de gente” por lá:

O que fazer pelo Red Light District em Amsterdam?

– Passear e conhecer bem o lugar

Caminhe pelas ruas e observe tudo pelos arredores, inclusive o comportamento das pessoas, que são turistas e locais.

Passeando pela rua do canal – principal do bairro, e também pelas menores paralelas, nota-se que tem oferta para todos os gostos: mulheres altas, baixas, loiras, morenas, com seios fartos ou não, todas de lingerie ou biquinis nas “vitrines” vermelhas, esperando o próximo cliente entrar para trabalhar.

E pensa que o pessoal se intimida de procurar pela “mercadoria” pela movimentação do lugar?

Que nada!

Os interessados abrem as portas tranquilamente e negociam os preços diretamente com a profissional que, se for trabalhar, fecha a cortina da vitrine para mostrar que está indisponível naquele momento.

– Sentar em algum bar, restaurante, assistir a um show de strip tease ou “provar da mercadoria”

Todo o bairro é uma graça, aliás, como todos os cantos de Amsterdam, sendo que as casas das luzes vermelhas se entrelaçam com bares, shows de strip tease, lojas, restaurantes, prédios residenciais e até igrejas e todos convivem numa boa.

Ou seja, você poderá ir ao bairro apenas para conhecer, caminhando por ali, como também sentar em algum bar, restaurante ou mesmo ver um show de strip tease e, quem sabe, “provar alguma mercadoria” – se essa for a sua intenção, porque não? rs…

Red Light District - Amsterdam
Red Light District – Amsterdam

Mas atenção: sem fotos touristas, essa observação está espalhada por todos os cantos de lá (mas ao longe a gente consegue tirar algumas sem chamar a atenção).

– Conhecer o museu Red Light Secrets

Além do próprio passeio pelo bairro ser interessante e, como eu disse, bastante procurado por todos, há ali também um museu que conta toda a história do Distrito da luz vermelha e a evolução da profissão, o Red Light Secrets, sendo outra dica do que fazer por lá.

Não cheguei a visitar o museu por dentro mas algumas pessoas que foram disseram que também é um passeio interessante.

– Entrar em um Coffeeshop

Não somente no bairro da luz vermelha existem Coffeeshops, mas ali também tem e você pode aproveitar o passeio e entrar em algum para conhecer.

Eu estive em um deles no dia em que visitei o Red Light District e posso dizer que curti a experiência, ainda que para dar risada depois…rs…

Algumas outras opções de passeios pelo bairro

Quer fazer uma excursão dirigida e a pé pelo bairro? É só clicar aqui.

E se quiser visitar o museu do bairro e ter uma hora passeando pelos Canais de Amsterdam siga esse link.

Então já sabe, estando em Amsterdam não deixe de visitar o tão famoso bairro da luz vermelha de lá, mesmo que a sua curiosidade seja apenas turística…rs.

“Pine” esta ideia na sua pasta do pinterest:

O famoso bairro da luz vermelha em Amsterdam
O famoso bairro da luz vermelha em Amsterdam

 

Compartilhe este post:

27 comentários em “A “luz vermelha” do Red Light District em Amsterdam”

  1. Gente isso é muito curioso né? Eu já tinha ouvido falar sim, mas não sabia que a cortina fechada significa que as moças estão em atividade =D

    Vivendo e aprendendo, o bacana de viajar é conhecer novas culturas e ver que aquilo que é um tabu na nossa cultura em outras não é um problema não é mesmo?

    Muito bacana, valeu pelas informações.

    Responder
    • Sério Sônia?! Bom, eu recomendaria pelo menos uma passadinha, pela curiosidade do local mesmo….de qq forma, ainda que não vá, tem muita coisa bacana a ser fazer em Amsterdam.

      Responder
  2. Por aqui é a mesma coisa: prostituição é legal, cafetões não. Ainda assim, deve ser bastante peculiar andar por essas ruas, com mulheres expostas literalmente como mercadoria. Mas certamente eu visitaria o Red Light District

    Responder
    • Verdade, o lugar fica lotado de turistas, homens e mulheres…fora que tem bastante bar e restaurante na região…o que tb leva o povo a ficar por lá um pouco mais de tempo.

      Responder

Deixe uma resposta para Alessandra Fratus Cancelar resposta

19 − quinze =