Uma visita ao Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo

Obeslisco do Ibirapuera

Impossível passar por ali, nas redondezas do Parque do Ibirapuera em São Paulo e não ver o Obelisco…

Monumento alto e imponente, com 72 metros de altura, o mais alto de SP, em plena área verde da capital do Estado…

Obelisco do Ibirapuera
Obelisco do Ibirapuera

Alguém sabe o que ele significa? Será que existe um significado especial?

E a Revolução de 1932? Quem sabe o que foi? Qual relação com o Obelisco? Será que tem ligação?

Sim, a ligação é total e nesse post você vai saber tudo sobre isso, fazendo valer mais a pena a sua visita ao monumento histórico, além de dica do que fazer na cidade.

O QUE FOI A REVOLUÇÃO DE 1932?

Lá em 09 de julho de 1932 se iniciou um movimento armado de pessoas, de todos os Municípios do Estado de São Paulo, contra o Governo Provisório de Getúlio Vargas, que governava o Brasil como bem entendia.

Pessoas, combatentes voluntários, foram às ruas brigar contra a ditadura do Governo, pedindo uma nova Constituição.

Essa luta é chamada de Revolução Constitucionalista, Guerra Paulista ou Movimento MMDC.

Revolução Constitucionalista, pois as pessoas pediam por uma nova Constituição.

Guerra Paulista, vez que foi uma luta de combatentes do Estado de São Paulo. Todos os municípios do Estado aderiram ao movimento. O Estado de SP achou que os Estados vizinhos iriam entrar na briga, mas a exceção de Mato Grosso, isso não aconteceu.

Movimento MMDC – MMDC são as iniciais dos nomes dos 4 estudantes que foram mortos na época pela tropa de Vargas – MARTINS, MIRAGAIA, DRÁUSIO e CAMARGO – e que fez, de vez, se iniciar a Revolução.

Diante da pouca adesão à Guerra Paulista, Getúlio Vargas reagiu, tendo a Revolução de 1932 por terminada em 02 de outubro daquele ano, com a rendição do Exército Constitucionalista.

A Revolução teve um total de 934 mortos, embora se cogite em mais de 2000 pessoas.

Uma nova Constituição foi promulgada 2 anos depois, em 1934, mas logo também perdeu força com a vinda da Constituição de 1937.

Clique aqui se você quiser saber um pouquinho mais da história da Revolução Constitucionalista de 1932.

Obelisco do Ibirapuera e bandeiras
Obelisco do Ibirapuera e bandeiras do Brasil e do Estado de SP

A importância do dia 09 de julho para o Estado de São Paulo

No dia 09 de julho é feriado em todo o Estado de SP e, exatamente por causa desse movimento de 1932, sendo considerada a data cívica mais importante de todo o Estado.

O OBELISCO DO IBIRAPUERA

História resumidamente contada, o Obelisco do Ibirapuera existe por causa da Revolução Constitucionalista.

O Obelisco é um mausoléu que foi erguido em homenagem aos heróis de 32, da “tal” Revolução, sendo um monumento funerário onde estão os restos mortais de todos os combatentes voluntários, ou de sua grande maioria, que participaram da Revolução.

A construção do Obelisco se iniciou em 1947, tendo sido inaugurado em 09 de julho de 1955, mas efetivamente terminado em 1970. Foi tombado como patrimônio histórico pelo Condephaat.

O Obelisco ficou fechado para reforma durante um bom tempo, tendo sido reaberto à visitação em 2014.

Muitas pessoas que avistam o imponente Obelisco não sabem que ali embaixo existe esse mausoléu e/ou o seu verdadeiro significado, mas diante da grandiosidade, recomendo a todos uma visita e um aprofundar maior em toda essa parte da história paulista.

Uma visita ao Obelisco do Ibirapuera

Ao chegar ao local de entrada do mausoléu, nos deparamos com o Obelisco ao fundo e a frase: VIVERAM POUCO PARA MORRER BEM, MORRERAM JOVENS PARA VIVER SEMPRE.

entrada do mausoleu de 32
Entrada do mausoléu de 32
movimento mmdc
Frase na entrada

Essa frase faz referência a MMDC – Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo – os 4 estudantes mortos no inicio do movimento.

MMDC
Informações na entrada através de QRCode

Ao passar pelos arcos de entrada, encontramos um lindo e também imponente salão, todo em mármore, do chão às paredes, construído em forma de cruz.

salao de marmore Obelisco do Ibirapuera
Entrando no Obelisco – salão de mármore

Além de toda a história por trás do monumento, é emocionante a visita pela beleza do lugar e a homenagem prestada aos heróis de 32 em cada um dos cantos do Obelisco!!!

Caminhando por dentro, pela cruz da construção, encontramos “blocos cheios de gavetas”, também em mármore, pelo corredor e laterais do local.

Cada uma dessas gavetas leva o nome de um dos ex combatentes da Revolução, pois são as urnas funerárias de todos eles, num total de mais de 700 corpos (restos mortais).

salao de marmore Obelisco do Ibirapuera
Salão de mármore
salao de marmore e uma das capelas obelisco
Salão de mármore
blocos com as urnas funerarias mausoleu de 32
Blocos de mármore com as urnas funerárias
urnas funerarias no mausoleu de 32
Urnas funerárias

Há informações de que ainda existem restos mortais para serem levados para o Obelisco, o que não se faz tão simples assim, diante de toda uma burocracia a se enfrentar e concluir o processo de transferência.

Além disso, o local possui 3 capelas com painéis de mosaico veneziano e alguns poemas de Guilherme de Almeida, considerado o poeta de 32, escritos pelas paredes.

mosaico da capela Obelisco de SP
Mosaico em uma das capelas
poemas no Obelisco de SP
Poemas no Obelisco de SP por Guilherme de Almeida
lapide de guilherme de almeida poeta de 32
Lápide de Guilherme de Almeida – poeta de 32

Obelisco do Ibirapuera

No centro do imponente salão, bem embaixo do Obelisco e no meio da cruz, encontramos a lápide que representa o “herói de 32” em pedra e que abriga os corpos dos estudantes Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo.

O Obelisco e seus 72 metros de altura visto por dentro, do centro da cruz, tem o formato de um canhão e por fora representa uma espada.

Do lado de fora, no gramado do Parque do Ibirapuera, foi projetado numa área de 1932 metros quadrados, em referência ao ano da Guerra Paulista e, seus 72 metros de altura igualam, na soma, 7 + 2, a 9, o dia do início da Revolução.

Achei muito interessante toda essa matemática simbólica do lugar.

centro do obelisco por dentro
Meio da cruz, centro do Obelisco com a lápide dos estudantes
lapide de MMDC
Onde estão Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo
lapide de Martins Miragaia Drausio e Camargo
Lateral da lápide

Obelisco do Ibirapuera

O Obelisco dos herois de 32 visto por dentro
O canhão – Obelisco visto por dentro

Uma emoção a parte

Como boa exploradora de lugares que sou, sempre tive vontade de conhecer o Obelisco por dentro, ainda mais por ter ouvido da minha querida e falecia avó, por uma vida inteira, que o meu bisavô estaria por lá, pois foi voluntário junto aos demais na Revolução Constitucionalista de 32.

Entrei no local com uma emoção especial por causa disso e, logicamente, buscando pelo meu bisavô – HERBERT MAYA DE VASCONCELOS.

E… para a minha “surpresa”, ele estava ali mesmo…

Me emocionei muito em encontrar a “gaveta” com seu nome, em lembrar de todas as histórias contadas pela minha avó, que muito falava nele com um orgulho único, sentindo também parte desse orgulho em saber e ver que, sim, “os nossos pais” fizeram no passado muito pelos nossos dias de hoje.

urnas funerárias Obelisco de São Paulo
Bloco com a urna funerária do meu bisavô
urna funeraria do meu bisavo - Obelisco dos Herois de 32
Urna funerária do meu bisavô

Quem foi HERBERT MAYA DE VASCONCELOS?

Antes de tudo foi meu bisavô, pai da minha vózinha querida (falecida), mãe da minha mãe.

Meu bisavô era médico, General do Exercito Brasileiro, tendo estado presente, inclusive, na Segunda Grande Guerra Mundial.

Durante a sua vida inteira dedicada à família, medicina e ao país, foi Diretor do Hospital Militar de Recife e de São Paulo, Vice Diretor do Hospital Central do Exército, além de Secretário de Saúde e Assistência Social do Estado de São Paulo, bem como suplente de Deputado Federal também por São Paulo.

Grandes feitos marcaram a vida do meu bisavô e, assim sendo, esteve presente nas ruas, como sempre contou a minha avó, também na Revolução de 32, junto com tantos outros, lutando como voluntário contra a ditadura do Governo de Vargas.

Herbert Maya de Vasconcelos - Obelisco do Ibirapuera
Meu bisavô com minha mãe no colo, em momento de descontração

Para quem quiser ver a biografia completa do meu bisavô – clique aqui – site da FGV.

Meu bisavô faleceu na década de 70, precisamente em 1978, sendo levado para o mausoléu por ter feito parte da Revolução Constitucionalista.

Creio que com muitos dos combatentes aconteceu o mesmo, ou seja, apesar da Revolução ter deixado tantos mortos, não necessariamente todos que estão ali morreram na Guerra Paulista e sim, posteriormente, sendo levados para o mausoléu em homenagem como forma de perpetuar a história e à bravura icônica de cada um.

E, é por isso também, que o local é conhecido como Obelisco dos Heróis de 32.

Quando e como visitar o Obelisco dos Heróis de 32?

Você pode visitar em qualquer dia da semana ou final de semana, pois ele sempre está aberto.

O local não é grande (considerando isso para efeito de tempo), sendo certo que 30/40 minutos do seu dia é o suficiente para uma visita.

Assim, o ideal é que você combine a visita ao mausoléu quando estiver pelo Parque do Ibirapuera ou região, fazendo outros passeios em sequência, antes ou depois de estar pelo Obelisco.

Infelizmente, não há guias ou áudio guias no local, para que a história da Revolução Constitucionalista seja um pouco mais explorada, apenas algumas informações disponíveis em TVs que estão ali.

Mas, naturalmente, nada impede que informações sejam buscadas na internet (como aqui, por exemplo…rs) ou em livros de história antes de se adentrar ao local, sendo super válida a visita e dica do que fazer pela cidade de São Paulo, que muito recomendo.

Chegue ao local e caminhe calmamente por todo aquele cenário, apreciando a beleza e simbologia de tudo o que se tem por ali presente.

Funcionamento:

Todos os dias das 10 às 17hs.

Entrada gratuíta e com rampas de acesso a portadores de necessidades especiais.

Endereço: Parque do Ibirapuera – Av. Pedro Alvares Cabral s/n. São Paulo, capital.

rampas de acesso ao Obelisco
Rampas de acesso ao Obelisco

E você? Já conhecia essa parte da história? Já esteve pelo Obelisco? O que achou?

Salve agora essa dica no seu pinterest:

obelisco mausoleu dos herois de 32

 

Compartilhe este post:

Deixe um comentário