Já parou para pensar que numa viagem de navio, principalmente em uma travessia, você vai de um continente ao outro, passando por vários lugares que possuem fusos horários diferentes de onde você partiu?

Pois é gente…

fuso horario

Mudança de fuso horário nas viagens de navio

A gente só pensa nisso quando acontece né?

É!

E como isso funciona a bordo?

Como em um avião, onde você parte de um horário e quando chega no destino já deve arrumar o relógio na hora local?

Não…

Num cruzeiro é diferente.

Como você vai navegar por diversos lugares, o navio tenta encaixar o horário a bordo com o do local do destino, e assim  faz desde a primeira parada.

Isso significa dizer que se você partir de tal horário no Brasil e a primeira parada do barquinho tem o fuso 2 horas antes daqui, a bordo o pessoal solicitará que durante a navegação, em tal dia e a partir de tal horário, o relógio seja atrasado em 1 hora e na noite seguinte mais 1 para esse primeiro “stop” acontecer no horário local.

E isso numa travessia ocorre o tempo inteiro e pelo simples fato de que o fuso horário do destino é completamente diferente do Brasil.

Assim, durante toda a navegação, no diário de bordo – já falei sobre como ficar por dentro de tudo o que acontece a bordo nesse post – é avisado quando os relógios deverão ser ajustados e em quanto tempo para regular corretamente as horas.

E para que as pessoas não se esqueçam disso, é também falado no Teatro e em outros locais de entretenimento do navio, tudo para garantir que ninguém perca nada da programação a bordo ou em terra pelo simples fato de ter esquecido de mudar a hora.

Isso não é muito agradável?

Não, pois você acaba se perdendo um pouco no tempo, ficando com o relógio biológico confuso mas, de qualquer forma, eu penso que é melhor do que o impacto de adiantar ou atrasar tantas horas de uma vez só, como acontece nos vôos por ai.

Concordam comigo?

 

Please follow and like us: